5 mitos criativos para evitar na hora de criar anúncios para o YouTube

5 mitos criativos para evitar na hora de criar anúncios para o YouTube.


Nosso amado Google publicou recentemente 5 mitos criativos para evitar na hora de criar anúncios para o Youtube. E logico, precisamos compartilhar essa informação com você. 


Você vai conseguir uma visão de como começar anunciar ou melhorar ainda mais o seu anúncio no YouTube. Gerando valor e criando um longo relacionamento com o seu público. 


Ferramentas com a tecnologia usadas de uma maneira estratégica no seu marketing, é inteligente. Mas, não se esqueça da criatividade. Sim, você vai precisar de muita para conseguir obter um melhor desempenho em seus anúncios.


Ser criativo não significa muitas vezes inovar, mas sim solucionar um problema com uma nova visão, transmitindo sua mensagem de uma maneira leve, descontraída e gerando conexão com nosso velho amigo storytelling, que vem crescendo no meio digital nas estratégias dos marketeiros.


Existem 5 mitos ditos pelo próprio Google sobre os anúncios no YouTube.


1 - Ter sucesso no Youtube depende de sorte.

2- Os bons anuncios no Youtube tem um determinado visual e estilo.

3 - Anuncios focados em performance nao sao tao criativos quantos os criados para awareness.

4- Experimentação em campanhas criativas é muito trabalhoso.

5 - O comercial de TV funciona bem em qualquer plataforma.


De acordo com cada hipótese criada pelo próprio Google, embasadas e pautadas em cima de muitos dados e pesquisas foi criado um ressignificado para cada um. Se liga quais foram para você colocar em prática! 

 

 Hipótese 1: Ter sucesso no YouTube depende de sorte.

Ressignificando: alguns princípios básicos podem ajudar a assumir riscos criativos mais inteligentes.

Assuma riscos, mas isso não significa atirar no escuro, tenha sempre um bom planejamento e muita pesquisa para te direcionar. Anúncios que seguem o ABCD do YouTube têm demonstrado aumento de 30% na probabilidade de vendas no curto prazo e um crescimento de 17% na consideração da marca no longo prazo.

A = ATTRACT (ATRAIR) - chame a atenção desdo começo

B = BRAND (MARCA) - integre sua marca naturalmente

C= CONNECT (CONECTAR) - conecte com um storytelling emocional

D = DIRECT (DIRECIONAR) - defina um call to action

Hipótese 2: Os bons anúncios no YouTube têm um determinado visual e estilo.

Ressignificando: existe todo tipo de anúncio eficiente no YouTube, e muitos deles não se parecem com anúncios.

Depois de muitos anos de pesquisa o Youtube descobriu que o foco no que seu anúncio diz e como ele faz as pessoas se sentirem é mais importante do que o visual e o estilo da propaganda.

Hipótese 3: Anúncios focados em performance não são tão criativos quanto os criados para awareness

Ressignificando: você pode ser criativo ao ser objetivo.

Precisamos entender que a jornada do cliente é muito mais complexa que o seu funil, muitas vezes precisamos ver o anúncio como o início de uma próxima ação do seu público. Uma maneira criativa de personalizar anúncios da base do funil é entender os interesses do usuário e fazer uma oferta mais direcionada. Ou você pode apostar em psicologia reversa, como fez o McDonald's na Malásia, que disse às pessoas para não procurar um produto, sabendo que isso despertaria a curiosidade e os encorajaria a fazer exatamente o contrário. Conforme a pesquisa, 63% dos usuários dizem ter comprado apos ver uma marca no YouTube. 

 

Hipótese 4. Experimentação em campanhas criativas é muito trabalhoso.

Ressignificando: uma abordagem experimental na criação de vídeo pode romper suposições e paradigmas já preestabelecidos e trazer benefícios de longo prazo.

Um mindset experimental não precisa atrasar sua campanha ou custar mais caro, e sim trazer benefícios e novos experimentos.

Hipótese 5: O comercial de TV funciona bem em qualquer plataforma.

Ressignificando: crie seu roteiro pensando no digital e tenha sucesso em todas as plataformas, incluindo a TV. Se você tem um roteiro preparado para captar a atenção onde ela é mais disputada, ele vai funcionar em qualquer outra plataforma, momento ou dispositivo.

O LinkedIn do Reino Unido deu aula, olha esse case. Em sua primeira campanha de consideração de marca, o LinkedIn da Inglaterra investiu em um spot de TV de 60 segundos. E, então, a equipe elaborou um teste. Eles rodaram o spot de TV no YouTube para ver como ele se saia, e também distribuíram recursos personalizados para o YouTube: quatro vídeos curtos separados que apresentavam um grande logo na tela, com som ligado, e sequenciados juntos, exibidos aos usuários ao longo do tempo. Sem muita dificuldade, os assets do YouTube em massa tiveram melhor desempenho. "Vimos um aumento de 20% na consideração, um aumento de 178% na lembrança de anúncios e uma campanha que foi 2, 3x mais econômica na condução do brand lift", disse Katriona O'Leary, a gerente de grupo da marca para mídia paga.

Viu a importância de criar vínculos construtivos e conexões saudáveis com o seu público? Conseguimos construir isso através da criatividade junto ao storytelling bem alinhado. 

Nunca deixe de lado a experiência do seu cliente ao ser impactado por sua marca/produto/serviço no YouTube. 

FONTE: THINKWITHGOOGLE


Voltar página